Região
Durante o último sábado (15), foi realizada uma Reunião Técnica sobre a Cultura da Mandioca, no Câmpus do Arenito da UEM (Universidade Estadual de Maringá), em Cidade Gaúcha. Os temas abordados foram Cultivo Mínimo e Plantio Direto da Mandioca. 
O evento contou com a parceria dos alunos da disciplina de Extensão Rural do Curso de Engenharia Agrícola e o Instituto Emater de Cidade Gaúcha, na pessoa da extensionista local, zootecnista Natália Rodrigues.
Na primeira parte do evento os produtores trabalharam os temas Cultivo Mínimo e Plantio Direto da Mandioca. Depois, abriu-se espaço para perguntas e questionamentos, conduzidos pelo extensionista do Instituto Emater, José Adriano Lima de Deus. 
Na sequência, após o intervalo para o café, os participantes foram encaminhados para a parte prática, qualidade das manivas para plantio e regulagem da plantadeira de mandioca.
“O plantio direto, além de manter o solo sempre coberto, preservando-o, busca recuperar a fertilidade, podendo também aumentar a sustentabilidade dos sistemas de produção de mandioca. Neste evento, os temas propostos foram abordados com propriedade, trazendo a tecnologia e incentivando essa técnica de cultivo, para que o mandiocultor possa implantá-la sem receios. Foi com a intenção de compartilhar essas informações trabalhadas aqui que convidamos nossos produtores para o evento”, disse o chefe da Divisão de Agricultura, Aleandro F. de Souza.
Segundo os extensionistas Natália Rodrigues e José Aridiano, a adoção dessa técnica é de grande importância para os solos da região do arenito, que são solos naturalmente pobres em matéria orgânica e nutrientes, além de muito susceptíveis à erosão. 
É possível e recomendável a implantação dessa técnica em áreas de pastagens degradadas, com o objetivo de reverter o processo de degradação destes solos e contribuindo para sua conservação, podendo ainda ser uma alternativa de rotação de cultura na implantação de sistemas integrados de produção: lavoura-pecuária-floresta.
O evento contou com a participação de produtores da região de Cianorte, além dos municípios de Paraíso do Norte, Santa Mônica e Maringá. Estiveram presentes oito produtores rondonenses, além do chefe da Divisão de Agricultura, Aleandro F. de Souza e o extensionista do Instituto Emater em Rondon, Engenheiro Agrônomo José Aridiano Lima de Deus.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.