Região

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), Maurício Gehlen, disse nesta terça-feira (04) que os empresários com visão empreendedora estão se preparando para o reaquecimento da economia no pós-pandemia. O comentário foi feito a respeito da mudança de perfil nos financiamentos realizados pelo programa Paranavaí Mais Competitiva. As buscas por crédito para investimentos voltaram a ganhar espaço no programa. Desde maio empresários vinham buscando financiamento apenas para quitação de dívidas (aluguel, folha de pagamento, fornecedores etc). As últimas operações se destinaram a investimentos.

O Paranavaí Mais Competitiva é uma linha de crédito criada pela ACIAP, Sicoob Ouro Branco e a Noroeste Garantidora. Destinava-se a financiar prioritariamente investimentos e apenas uma pequena parceria poderia ser usada para capital de giro. Com a pandemia do novo coronavírus, a Covid-19, e seus reflexos econômicos, inclusive o fechamento temporário de empresas, a ACIAP pediu e foram mudados os critérios do programa, para permitir um crédito emergencial a ser utilizado no pagamento de dívidas. As últimas operações surpreenderam as consultoras da ACIAP, que operacionalizam o programa, pois foram destinados a investimentos.

Segundo Margareth Pereira Jandre, consultora da ACIAP, nas últimas semanas foram realizados contratos destinados a complementar valor para aquisição de imóvel (para fugir ao aluguel), complementação de recursos para aquisição de caminhão seminovo, aquisição de equipamentos e máquinas etc. “Os que tem espírito empreendedor estão se preparando para voltar aos níveis anterior a pandemia e crescer ainda mais”. Enfatiza Gehlen.

Na avaliação do presidente da ACIAP, os empresários estão aproveitando as baixas taxas de juros para fazer os investimentos. “Há muito tempo não havia dinheiro tão barato assim”, acrescenta Gehlen.

Esta tese é compartilhada por Margareth Jandre. “As taxas de empréstimos para capital de giro estão abaixo das de financiamento para investimentos. A pandemia derrubou as taxas de juros. O financiamento de capital de giro é mais rápido e menos burocrático”, diz ela. O Paranavaí Mais Competitiva opera com taxa de 0,89% ao mês para quitação em 24 parcelas e 0,99% para 36 vezes. O prazo de carência é de seis meses. O Paranavaí Mais Competitiva, lançado em novembro de 2018, já liberou mais de R$ 1,5 milhão e atendeu 55 empresas. Mas até maio deste ano, os contratos fechados não chegavam a R$ 300 mil.

PEQUENAS EMPRESAS – Na avaliação de Gehlen, a mudança no perfil dos financiamentos  mostra que a retomada da economia começou lenta e gradativa. Cauteloso, lembra que não são todos os setores que foram reativados. “Nem todos os setores têm a mesma pegada”. E lamenta que alguns empresários desanimaram e fecharam as portas.

O presidente ainda comentou o fato de os valores das últimas operações oscilarem entre R$ 15 mil e R$ 50 mil (teto do programa). “Isto demonstra a força da pequena empresa. Mostra que ela continua sendo a grande ferramenta de geração de emprego e renda nesse país”.

Gehlen avalia que a retomada definitiva da economia só vai acontecer quando for descoberta a vacina contra a Covid. Isto porque, a imunização dará segurança para as pessoas voltarem as atividades normais. Ele cita, como exemplo, os idosos, considerados do grupo de risco, que tem um peso grande no setor de turismo. “Eles só voltarão a viajar e a consumir quando estiverem imunizados. Por ora, consomem através de terceiros, indiretamente”, analisa.

Ele está otimista em relação à vacina contra o novo coronavírus. Cita que estão adiantadas as pesquisas na Inglaterra, Rússia, China e Estados Unidos, sempre com a participação do Brasil. “Estou otimista que a vacina não vai demorar a chegar”, diz Gehlen, elogiando a iniciativa do Governo e da Assembleia Legislativa do Paraná, que estão provisionando recursos para aquisição da vacina assim que estiver disponível no mercado. Segundo ele, esta providência demonstra que não está longe a imunização ser uma realidade.

Muita procura para aquisição de imóvel. Financiamento para complementar.

Imóveis com bons preços, preços abaixo do mercado.

Duas propostas já aprovadas. Um dos casos as margens da rodovia, preço de mercado de R$ 280 mil, saiu por R$ 200 mil, parte recursos próprios e R$ 50 mil financiou pelo Paranavaí Mais Competitiva.

Detoro, jovem, sair do aluguel.

Empresa precisava comprar um caminhão. Apareceu um seminovo, abaixo do preço do mercado. Faltava 40 mil.

Uma empresa queria mudar de local, outro barracão, pagava locação de uma das máquinas; para mudar precisava comprar a máquina de R$ 18 mil. Levaram R$ 25 para fazer a mudança de local

Congelados, panificação, biscoitos artesanais. Mandou fazer uma máquina de R$ 11 mil, transportar de Cascavel para Paranavaí e fazer instalação. Pegou R$ 15 mil.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.